Opinião

Precisamos falar sobre votação de MVPs

Tenho trabalhado ativamente em organização de torneios e campeonatos de Flag Football desde 2012. Nesses 7 anos de experiência, já vi de tudo acontecer em campeonatos e fico feliz de perceber o quanto evoluímos em muitos quesitos organizacionais, tecnicamente e também em questão de maturidade dos atletas e equipes. Porém, obviamente ainda há muito a melhorar.

Ano passado, durante a Superfinal, decidi que daria um espaço e carinho maior aos atletas aqui no site e nas mídias sociais, afinal somos nós (atletas) que dedicamos tempo e dinheiro para que os campeonatos aconteçam. 

Uma das formas que encontrei, foi a de usar algo que já existia: a votação jogo a jogo dos atletas destaques das equipes e divulgá-la para o público. 

Por ter trabalhado diversos anos nos bastidores, eu sabia que muitas equipes não davam a mínima pra esse tipo de votação e muitas vezes votavam em números de camisa que não existiam, ou em atletas que nem ao menos jogaram aquele jogo. Entretanto, eu imaginei que ao saberem que os votos seriam “abertos” para toda a comunidade, isso de certa forma inibiria esse tipo de atitude. 

Fui ingênua.

Esse tipo de atitude de falta de fair play diminuiu, porque não deixamos mais passar votos em atletas que não existem ou que não jogaram, mas ainda acontecem com frequência os votos em quem “até jogou”, mas que não teve, de fato, nenhum destaque na partida.

Eu fui/sou atleta, sei como tem dia e hora que a gente não quer ter que pensar nisso. Só quer sair e comemorar, correr pra arrumar o time pro próximo jogo ou só está frustrado mesmo e quer sumir dali sem ter que falar com ninguém. 

Sei também que esse sistema de votação talvez não seja a melhor ferramenta, mas será mesmo que é tão difícil e impossível dedicar 2 minutos para pensar e votar consciente? Em ter empatia e homenagear o adversário que realmente merece ser lembrado?

Hoje infelizmente ainda não temos olheiros capacitados e imparciais pra observar e avaliar todos os jogos de um torneio e nem muito menos condições de ter uma equipe treinada para colher estatísticas dos jogos em tempo real. Então por hora, essa talvez seja a maneira mais democrática e transparente de homenagear os atletas.

Gostaria de pedir a todos os técnicos e atletas que pensem nisso com carinho e reflitam sobre o tema. Mesmo se você não for a pessoa encarregada de tomar essas decisões, acompanhe o processo de votação e lembre seus companheiros e técnicos sobre fair play.

Estamos aqui pra fazer do Flag Football algo maior, mas isso só vai acontecer se as pessoas que o fizerem sejam cada vez mais éticas, transparentes e maiores (do que picuínhas ou de que seus próprios egos) também.

No Flag sou a “G”. Já são quase 10 anos de Flag Football nas costas. Atleta, dirigente, water girl, árbitra e entusiasta pra sempre.
5 Comentários

5 Comments

  1. Carlos Lynho

    25 de abril de 2019 em 23:54

    Cara dou inteiramente os parabéns pelo trabalho e dedicação, são para poucos, que sirva de lição para muitos está paixão.

    Lembro do meu primeiro jogo de flag em 2003 no Mackenzie, parabéns pela flagfootball por manter viva a chama do jogo.

  2. Frederico Alves Silva

    25 de abril de 2019 em 12:11

    Não dá pra acreditar em tamanha infantilidade de técnicos e atletas…não sabem que ações assim servem para promover a competição? Talvez fosse o caso de haver punições aos que não levam com seriedade essa parte importante do torneio!

  3. Lucas Giroud

    25 de abril de 2019 em 11:12

    Muito bom!!! Temos que valorizar nosso esporte cada dia mais!

  4. Leonardo Lorenzoni

    25 de abril de 2019 em 10:59

    Excelente e pertinente texto!

  5. Bella

    25 de abril de 2019 em 10:54

    Assino aonde?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para o topo